Infeção Cutânea por Mycobacterium Chelonae após Mesoterapia - O contributo do Laboratório de Microbiologia clínica

Sofia Botelho Moniz, Ana Rita Silva, Clara Correia, Ana Torrinha, Ana Maria Pereira, José Couto Amorim

Resumo


Nos últimos anos tem aumentado o interesse nos procedimentos cosméticos não cirúrgicos, sendo a mesoterapia uma alternativa à cirurgia. Apesar do risco associado ser teoricamente baixo, têm sido reportados múltiplos casos de infeções da pele e tecidos moles por micobactérias de crescimento rápido (MCR) secundárias a este tratamento. A clínica e o laboratório devem estar sensibilizados para esta questão, nomeadamente em pacientes que desenvolvam tardiamente lesões na pele e tecidos moles que não respondem ao tratamento antibacteriano convencional. Os autores apresentam um caso clínico de uma infeção cutânea por Mycobacterium chelonae após tratamento de mesoterapia, destacando o contributo do laboratório de Microbiologia Clínica no diagnóstico etiológico da infeção.


Texto Completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Acta Farmacêutica Portuguesa - ISSN: 2182-3340