Desenvolvimento de formulações contendo diferentes concentrações de digluconato de clorexidina e avaliação da estabilidade preliminar das formulações

T. Vasconcelos

Resumo


A lavagem das mãos utilizando sabonetes degermantes é primordial para diminuição do risco 
de infecções e desse modo, o ideal é o emprego de sabonetes líquidos anti-sépticos. A solução 
de digluconato de clorexidina em concentrações baixas atua como agente bacteriostático, e em 
concentrações mais elevadas atua como agente bactericida. Este estudo teve como objetivo analisar 
formulações de sabonete líquido contendo diferentes concentrações de digluconato de clorexidina e 
analisar qual das formulações apresenta estabilidade adequada. Foram produzidas três formulações 
de sabonetes com clorexidina (3%, 4% e 6%). Após o preparo das formulações, as amostras foram 
submetidas ao teste de centrifugação, de estresse térmico e a determinação do pH. Das três amostras 
analisadas, apenas uma apresentou sinal de instabilidade nos dois testes. O estudo de estabilidade 
preliminar possibilitou identificar as formulações contendo clorexidina que apresentaram estabilidade 
adequada pra este tipo de formulações. As formulações contendo contendo 4% e 6% de digluconato 
de clorexidina foram as que apresentaram estabilidade adequada. A formulação contendo 3% de 
digluconato de clorexidina apresentou separação de fases, sendo considerada inadequada.

Texto Completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Acta Farmacêutica Portuguesa - ISSN: 2182-3340