Utilização Off-Label de Medicamentos Para o Sistema Cardiovascular na População Pediátrica

Paulo Bastos

Resumo


A informação acerca da utilização off-label de medicamentos na população pediátrica
para o sistema cardiovascular é acentuadamente escassa. Esta prática é particularmente
preocupante em virtude das características das patologias associadas e da falta de
atenção e investimento pela indústria farmacêutica dirigidos a esta população. O
objetivo da presente revisão é descrever o estado da arte referente à utilização off-label
de medicamentos para o sistema cardiovascular na população pediátrica, incluindo a
descrição de padrões, tendências, fatores de risco associados e possíveis soluções. A
literatura analisada apresenta taxas de prescrição off-label que atingem os 93%. Na
Europa, entre as classes farmacológicas mais utilizadas de forma off-label encontram-se os antiarrítmicos e os antihipertensores e em Portugal, cerca de 41% dos hospitais
relatou utilização off-label de medicamentos. A utilização off-label de medicamentos
é um fenómeno preocupante mas reconhecido, apresentando variações regionais e
temporais acentuadas.


Texto Completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Acta Farmacêutica Portuguesa - ISSN: 2182-3340