A importância do farmacêutico clínico no uso racional de antibióticos em unidades de terapia intensiva

Helena Kelly Santos Ferreira, Lívia Beatriz Nunes de Farias, Jamilly Kelly Oliveira Neves

Resumo


O farmacêutico clínico intensivista representa um profissional que transmite segurança para os pacientes usuários de medicamentos, referência para as equipes multiprofissionais e melhoria da economia para os hospitais. Nas Unidades de Terapia Intensiva (UTI) os antibióticos são uma classe de medicamentos amplamente utilizados, necessitando de prescrição racional para a diminuição das taxas de resistências, e aumentando a eficácia no tratamento das infecções hospitalares. O estudo teve o objetivo de descrever a atuação do farmacêutico clínico no uso de antibióticos e no combate à resistência bacteriana em UTI. Foi realizada uma revisão de literatura nas bases de dados Biblioteca Virtual da Saúde (BVS), Science Direct e PubMed entre os meses de agosto a novembro de 2020, utilizando estudos obtidos através das combinações dos descritores: “cuidados farmacêuticos, UTI e antibióticos”; “cuidados farmacêuticos e UTI”; “atenção farmacêutica, farmacorresistência e UTI”. O farmacêutico clínico possui a responsabilidade e importância de analisar as prescrições que envolvem antibióticos e identificar os problemas que possam prejudicar o tratamento medicamentoso. Além disso o seu conhecimento sobre o uso racional dos antibióticos é uma peça fundamental numa equipa de profissionais de UTI. O profissional farmacêutico é o mais indicado para fornecer informações a respeito dessa classe de medicamentos. A participação do farmacêutico clínico na UTI face ao uso de antibióticos, envolve atividades como acompanhamento farmacoterapêutico, conciliação de medicamentos, identificação de interações medicamentosas, reações adversas, ajuste de dose, avaliação de prescrição, resolução de problemas relacionados aos medicamentos e participação do gerenciamento de antimicrobianos.


Palavras-chave


Cuidado farmacêutico, Unidade de terapia intensiva, antibióticos.

Texto Completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Acta Farmacêutica Portuguesa - ISSN: 2182-3340