Suplementação com uma dose baixa de cálcio como estratégia para melhorar o benefício / risco no controlo da fragilidade óssea - estudo em ratos ovariectomizados

Cristina Marques

Resumo


Introdução: Por motivos de segurança a suplementação com cálcio em adultos humanos nas doses recomendadas (1-1.2 g), ainda gera controvérsia. Analisámos por isso a potencial eficácia de uma dose baixa de suplemento de cálcio (concha-de-ostra) nas alterações do osso femoral associadas à deficiência estrogénica, num modelo animal.
Materiais e métodos: Ratos Wistarfêmeas (n=15) aleatorizados em 3 grupos: sham,ovariectomizado (OVX), ovariectomizado-suplementado (OVX+S) com cálcio (43.6 mg/Kg) e goma Guar (43 mg/Kg) durante 53-dias (dose equivalente humana de 420 mg/dia de cálcio e 414.5 mg/dia de Guar). No dia-60 pesámos os animais eavaliámos pós-sacrifício: histologia, depósitos de cálcio (VonKossa) vascular, cálcio femoral e calciuria, biomecânica do fémur, e biomarcadores séricos. Utilizámos teste não-paramétrico (p<0.05) para comparação.
Resultados: O peso corporal dos animais ovariectomizados com e sem terapêutica aumentou 22% e 33% sem alteração da glicemia e perfil lipídico. A remodelação óssea aumentou (p<0.05) nos OVX e OVX+S. A calciúria aumentou nos OVX (107%, p<0.05) e OVX+S (76%). O suplemento atenuou a hipocalcemia (p<0.01) e redução de cálcio femoral (p<0.05) sem depósitos na aorta, e aumentou a rigidez (p<0.05), tensão de cedência e de fratura (p<0.05) dos ossos femuraiscomparativamente aos OVX. 
Discussão: Doses baixas de suplemento(concha-de-ostra+Guar)atenuam,nos animais ovariectomizados, o peso corporal, a calciuria, a hipocalcemia e a desmineralização femoral, conferindo-lhe maior rigidez e resistência à fractura, sem ocorrência de depósitos vasculares de cálcio.
Conclusão: A suplementação com cálcio em doses baixas reduz a fragilidade do osso osteoporótico, sem risco aparente de formação de depósitos vasculares.


Palavras-chave


Suplemento de cálcio; osteoporose; ovariectomia; testes mecânicos de flexão; concha de ostra

Texto Completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Acta Farmacêutica Portuguesa - ISSN: 2182-3340