Disfunção da grelina pode alterar o potencial reprodutivo masculino por perturbar o suporte nutricional da espermatogénese

Marco Alves

Resumo


A incidência de doenças metabólicas tem vindo a aumentar e estudos recentes têm relacionado este aumento com uma diminuição da taxa de natalidade. A homeostasia energética do organismo e a sua regulação hormonal é essencial para uma espermatogénese bem-sucedida. A grelina é um péptido responsável pela libertação da hormona do crescimento e é ainda o ligando endógeno para o recetor da hormona do crescimento (GHS-R). Tem vindo a ser demonstrado que esta hormona pode controlar o sucesso da espermatogénese, mas os mecanismos permanecem desconhecidos. Assim, propomos estudar o efeito da grelina no suporte nutricional da espermatogénese, que é mantido pelas células de Sertoli. Para testar esta hipótese, expusemos células de Sertoli humanas a concentrações de 20, 100 e 500 pM de grelina, que simulam as concentrações encontradas em indivíduos obesos, com peso normal e severamente subnutridos, respetivamente. Os resultados demonstraram que a grelina interfere com o perfil metabólico das células de Sertoli, destacando a importância de uma dieta equilibrada para manter o potencial reprodutivo masculino.


Palavras-chave


Grelina; células de Sertoli; espermatogénese; obesidade

Texto Completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Acta Farmacêutica Portuguesa - ISSN: 2182-3340